Veja aqui todos os tipos de exame de mamografia/ecomamária
 

O QUE É ?
O estudo mamário na mulher a partir dos 35/40 anos é efectuada por Mamografia e eventual Ecografia Mamária, estudos cuja apreciação se baseia sempre na história e observação clínica da paciente. Em caso de necessidade poderá ser também efectuada uma Ressonância Magnética Mamária e /ou um exame de intervenção (biopsia, punção ou galactografia).
Na mulher jovem, até aos 35 anos, o exame de 1ª linha é a Ecografia Mamária, associando incidências mamográficas apenas nas situações patológicas que o justifiquem.

MAMOGRAFIA DIAGNÓSTICA
A exploração radiológica da mama mais utilizada é a Mamografia, que poderá estar associada também a uma ecografia mamária. e/ou uma punção. A Mamografia diagnóstica é o exame utilizado quando há a suspeita da existência de uma anomalia. Esta suspeita dá-se quando há a descoberta de uma lesão palpável (nódulo), por exemplo por meio de auto-exame ou após o estudo de uma área previamente identificada em uma mamografia de rotina.
A mamografia diagnóstica pode mostrar que a anomalia (lesão) tem uma grande probabilidade de ser benigna (não cancerosa) ou que características suspeitas de malignidade (cancerosa) podem ser observadas, e neste caso, normalmente é recomendada então uma biópsia (amostra do tecido).

O QUE É A MAMOGRAFIA?
O exame Mamográfico é obtido através de um aparelho chamado Mamógrafo.
No exame, a mama é comprimida para que o seu achatamento possibilite a redução das doses de raios-x e a uniformização dos tecidos, além de manter a mama imóvel.
A dose de radiação é baixa e a exposição aos raios x é rápida. A fim de diminuir o incómodo da compressão, é aconselhado fazer este exame na 1º fase do ciclo menstrual.




COOPERAÇÃO DO PACIENTE

Deverá ser informada de todas as etapas da Mamografia para assim assegurar a sua inteira participação e cooperação durante o exame. Durante a exposição, deverá permanecer absolutamente imóvel e prender a respiração para evitar a possibilidade de distorcer a imagem em função da movimentação.



COMPRESSÃO

A compressão é necessária para imobilizar a mama e uniformizar o tecido mamário, permitindo assim uma melhor imagem. A compressão da mama pode às vezes causar algum desconforto, mas leva pouco tempo. Assim, deverá sentir a compressão, mas não uma dor significativa, caso sinta dor informe de imediato a Técnica.



ECOGRAFIA MAMÁRIA

É um exame complementar à Mamografia, totalmente indolor e não irradiante, que utiliza os ultra-sons e pode trazer informações suplementares de grande importância. Permite muito facilmente fazer a diferença entre a natureza líquida ou sólida de uma opacidade nodular.
Deverá ser prescrita em mulheres jovens ou quando uma anomalia aparece durante a gravidez e/ou aleitamento.



RESSONÂNCIA MAGNÉTICA MAMÁRIA (Ver Ressonância MagnÉtica)



PREPARAÇÃO

1: Para os Estudos Mamários não é necessária qualquer preparação prévia.

2: No dia do exame não deve usar desodorizantes, cremes ou pó de talco nas axilas e a nível mamário, porque estes produtos podem causar artefactos ao exame.

3:
Preferencialmente deve vestir duas peças de roupa (blusa e saia/calça) para que se torne mais prático remover apenas a blusa.

4:
Deverá trazer todos os seus exames prévios.

5:
Se houver a possibilidade de estar grávida ou se estiver em aleitamento deverá informar o médico ou a técnica antes da realização da mamografia.

EXAMES DE INTERVENÇÃO

Perante uma alteração suspeita nos estudos imagiológicos ou para caracterização de imagens inespecíficas torna-se necessário recorrer a Exames de Intervenção para confirmar e obter o diagnóstico histológico. São exames complementares à Mamografia e Ecografia Mamária.

Em certos casos poderá o seu médico assistente propor uma Punção (corresponde a retirar uma pequena quantidade de tecido para análise, através de uma agulha fina) ou uma Galactografia ( consiste na introdução progressiva de um produto de contraste (iodado) visível com radiação X, através do um canal ductal da mama que chega no mamilo).

Qualquer alergia (asma por exemplo), qualquer reacção aos produtos iodados (recordar de um exame radiológico mal tolerado) deve ser assinalada ao Técnico ou Médico antes do início do exame. É contudo raríssimo que tal injecção desencadeia reacções alérgicas.

Após a colheita do material, este é preservado em meio adequado e enviado ao Laboratório de Anatomia. Após o processamento o médico anatomopatologista fará a análise e interpretação do material colhido, e fornecerá essa informação ao médico radiologista. Este faz a correlação com a imagiologia e envia ao paciente e ao clínico uma avaliação diagnóstica final da situação.

Sempre que tenha qualquer dúvida não hesite em perguntar ou caso tenha alguma informação que lhe pareça útil, também a deverá comunicar.

 
     
 

ACORDOS: PARTICULARES - ADSE - SNS - MULTICARE - MEDIS - ADVANCE CARE (TRANQUILIDADE - VITÓRIA - REAL - GENERALI - ESPIRITO SANTO SEGUROS - CIMPOR - LUSITÂNIA - AXA - AÇOREANA - ALLIANZ) - ALLIANZ - SMN/UNIMED - ZURICH - IASFA - PORTUGAL TELECOM - SERV. SOC. CGD - SAMS QUADROS -ADMG- INCM - APL